Dólar hoje 4,027
23ºC em Arapiraca, Alguns chuviscos
ASA
Postada em 25/06/2019 20:01 | Atualizada em 25/06/2019 20:02 | Por Assessoria
Comissão técnica se despede do ASA com lágrimas de Nêdo Xavier
Técnico, preparador físico e o preparador de goleiros, se despediram amarguradamente do clube arapiraquense
Técnico Nêdo Xavier, preparador físico Adriano Oliveira e o preparador de goleiros, Adriano Silva - Foto: Assessoria

Eles ainda estão inconformados com a derrota por 4 a 1 contra o Itabaiana e a não classificação do ASA na Série D, do Campeonato Brasileiro.

No final da tarde desta terça-feira (26), após dois dias do sábado (22), em que o ASA enfrentou o time sergipano e foi atropelado sem explicação alguma, o técnico Nêdo Xavier, o preparador físico Adriano Oliveira e o preparador de goleiros, Adriano Silva, se despediram amarguradamente do clube arapiraquense.

Na entrevista aos radialistas presentes, Nêdo Xavier estava visivelmente abatido com a derrota e ainda chateado com a arbitragem do jogo em sua temporada 2019 à frente do ASA.

“Um árbitro tendencioso, uma arbitragem horrível, mas tivemos falhas no jogo que determinaram nossa saída”, afirmou Nêdo Xavier.

O técnico disse que nos últimos dois dias não tinha condições de conversar com ninguém e lamenta que a situação do ASA seja difícil e complicada. Ele ressaltou o trabalho do presidente executivo Moisés Machado e do vice-presidente do clube, Celso Marcos, que fazem tudo para superar as dificuldades que passa o clube.

Nêdo Xavier disse que estava confiante e que havia conversado com os atletas sobre os erros cometidos dentro de casa no primeiro jogo contra o Itabaiana e que se permanecesse com os mesmos erros poderia custar caro para o time.

“É doloroso, é ruim pra mim essa situação porque tivemos um trabalho árduo, dedicado, passamos por cima de muitas coisas difíceis e estávamos superando a equipe, o ASA iria ressurgir e, de repente, aconteceu o pior [a derrota contra o Itabaiana]”, desabafou o técnico.

Ao falar sobre a esperança dos torcedores e do retorno deles ao Estádio Coaracy da Mata Fonseca, Nêdo Xavier pediu desculpas a todos e se emocionou e chorou.

“É gratificante ver no semblante dos torcedores a esperança de ver o seu time na classificação, mas é dolorido não ter conseguido chegar lá, embora todos os jogadores tenham sido guerreiros dentro de campo. Eu peço desculpas a todos eles, à imprensa se eu faltei com respeito...(chorou)”, disse Nêdo Xavier.

O paranaense deixou uma mensagem para o ASA, afirmando que tem que haver uma união entre todos, imprensa, diretoria, torcedores para que o clube volte a se fortalecer em Alagoas.

“Que o clube se reestruture porque o ASA é grande e a cidade merece, o torcedor alvinegro merece um time vencedor”, concluiu ele, que evitou o rebaixamento do ASA no Campeonato Alagoano 2019.

Amarga surpresa

Adriano Oliveira disse que não esperava nunca ser desclassificado e afirmou que o grupo do ASA era destemido, determinado.

“Tenho já 20 anos como preparador físico e faz tempo que não pego um grupo com esse desempenho, com essa dedicação e a gente fica triste por tudo que aconteceu, infelizmente futebol tem dessas coisas que prega esse tipo de surpresa que não tem como a gente explicar.

Preparador de goleiros

O preparador de goleiros Adriano Silva se despediu com um semblante de tristeza, mas com a esperança de um dia voltar a trabalhar no ASA.

“Foi uma passagem positiva até essa situação nos acontecer, mas um clube incrível que tem uma torcida forte e estávamos com um grupo unido e me sinto muito lisonjeado ter participado do ASA”, disse Adriano Silva.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.