Dólar hoje 4,142
22ºC em Arapiraca, Parcialmente nublado
CSA
Postada em 27/05/2019 22:28 | Atualizada em 27/05/2019 22:30 | Por Todo Segundo com Gazeta Esportiva
CSA bate Goiás no Rei Pelé e vence a primeira no Brasileirão
Apesar do resultado positivo em Maceió, a equipe azulina segue na zona de rebaixamento, na 17ª colocação, com 6 pontos
O CSA finalmente desencantou no Brasileirão e bateu o Goiás por 1 a 0 - Foto: Francisco Cedrim/RCortez/Ascom CSA

O CSA finalmente desencantou no Brasileirão. Na noite desta segunda-feira, a equipe alagoana recebeu o Goiás,pela sexta rodada da competição, no Estádio Rei Pelé, e conquistou um triunfo por 1 a 0. A vitória foi a primeira dos comandados de Marcelo Cabo na elite nacional.

Apesar do resultado positivo, a equipe azulina segue na zona de rebaixamento, na 17ª colocação, com 6 pontos, mesma pontuação do Cruzeiro, primeira equipe fora, porém uma vitória a menos. Por outro lado, o Goiás caiu para a 9ª posição, com 9 pontos, e perdeu a chance de se aproximar dos líderes.

Além do grande resultado do Azulão, a partida teve um outro grande marco. Após 14 anos, uma mulher voltou a apitar um jogo de futebol na primeira divisão da competição nacional. Trata-se da paraense Edina Alves, escolhida pelo presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Leonardo Gaciba.

O primeiro tempo foi de grande domínio dos goianos. Aproveitando erros na defesa adversária, o Goiás conseguiu chegar ao gol do CSA em algumas oportunidades, porém nenhuma resultou em gol. Os alagoanos ainda contaram com pelo menos duas grandes defesas de Jordi para levar o placar zerado ao intervalo.

Logo no primeiro lance do segundo tempo, aos 5 minutos, o Azulão teve um gol anulado após a assistente assinalar impedimento. Controlando a etapa, o CSA finalmente abriu o marcador com o atacante Maranhão, aos 16 minutos, e carimbou o triunfo pelo placar mínimo.

Na próxima rodada, o CSA visita o Atlético-MG, no Independência, no dia 2 de junho, domingo, às 19h (de Brasília). Já o Goiás volta a campo somente no dia 10, contra a Chapecoense, no Serra Dourada, às 20h (de Brasília). A partida dos goianos contra o Corinthians foi adiado devido à indefinição dos confrontos do Timão na Copa Sul-Americana e na Copa do Brasil.

O jogo

O Goiás chegou pela primeira vez aos 5 minutos da primeira etapa. Em rápido contra-ataque, Giovanni Augusto deu um belo passe para Kayke, que perder na disputa com o goleiro Jordi.

Os mandantes chegaram mais um vez aos 11 minutos do primeiro tempo. O atacante Kayke recebeu livre no ataque a arriscou de muito longe, porém o goleiro Jordi não encontrou dificuldades e encaixou a bola.

A série de ataques dos goianos seguiu. Aos 18 minutos, Leandro Barcia recebeu livre na área, mas o goleiro Jordi saiu muito bem com os pés e fez grande defesa.

A equipe da casa chegou pelo primeira vez apenas aos 34 minutos da etapa inicial. O lateral Carlinhos avançou muito bem e cruzou com muito perigo. A bola passou por todos os atacante do CSA e praticamente raspou a trave adversária.

Menos de dois minutos depois, aos 36, Carlinho chegou com perigo mais uma vez. O lateral-esquerdo arriscou de fora da área e exigiu boa defesa do goleiro Tadeu.

Praticamente no final do primeiro tempo, aos 44 minutos, o CSA teve mais uma grande oportunidade. O meia Didira chutou de muito longe e assustou novamente o arqueiro Tadeu.

Já nos acréscimos, aos 46, o Goiás teve a melhor chance da primeira etapa. Kayke avançou para o ataque e encontrou Leandro Barcia que, livre na área, finalizou bem e exigiu um verdadeiro milagre de Jordi.

No segundo tempo, logo aos 5 minutos, o time de Marcelo Cabo teve um gol anulado. Após cruzamento pela esquerda de Victor Paraíba, o atacante Patrick Fabiano empurrou a bola para o fundo das redes, porém a assistente marcou impedimento e invalidou o tento.

O CSA finalmente balançou as redes aos 16 minutos da etapa final. Patrick Fabiano avançou muito bem e deu um lindo passe para Maranhão, que invadiu a área e apenas chutou colocado para tirar o goleiro Tadeu e fazer o primeiro da equipe da casa.

O time de Claudinei Oliveira respondeu menos de três minutos, aos 19, com Leandro Barcia. O atacante mandou um foguete de fora da área, porém Jordi fez mais uma grande defesa.

O time da casa voltou ao ataque menos de um minuto depois, aos 20. O meia Didira aproveitou uma sobra da entrada da área, chutou forte, a bola passou perto da meta adversária, mas foi para fora.

A equipe da casa quase ampliou o marcador aos 39 minutos do segundo tempo. Depois do lateral Daniel Guedes recuar errado para Tadeu, o atacante Patrick Fabiano ficou cara a cara com o goleiro, mas o arqueiro fez boa defesa.

Já nos acréscimos, aos 47, a equipe alagoana ficou perto de fazer o segundo. Cassiano avançou sozinho, calibrou o chute, porém Tadeu fez uma grande defesa. No rebote, Naldo furou e perdeu uma grande oportunidade.

FICHA TÉCNICA

CSA 1 X 0 GOIÁS

Local: Estádio Rei Pelé, Maceió (AL)

Data: Segunda-feira, 27 de maio de 2019

Horário: 20h (de Brasília)

Árbitro: Edina Alves Batista (SP)

Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (SP) e Neuza Ines Back (SP)

VAR: Jose Claudio Rocha Filho (SP)

Cartão Amarelo: Naldo, Apodi (CSA); Daniel Guedes (Goiás)

Cartão vermelho: Não teve

GOLS:

CSA: Maranhão, aos 16 minutos do segundo tempo;

CSA: Jordi; Apodi, Gerson, Luciano Castán e Carlinhos; Naldo e Nilton (Victor Paraíba); Maranhão (Dawhan), Didira e Matheus Sávio; Patrick Fabiano (Cassiano).
Técnico: Marcelo Cabo

GOIÁS: Tadeu; Daniel Guedes, David Duarte, Yago e Jefferson; Geovane, Yago Felipe (Marcinho) e Giovanni Augusto (Marlone); Leandro Barcia, Kayke e Michael (Rafinha).
Técnico: Claudinei Oliveira

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.