Dólar hoje 3,750
23ºC em Arapiraca, Alguns chuviscos
CSA
Postada em 21/04/2019 20:54 | Atualizada em 21/04/2019 20:56 | Por Todo Segundo com Globo Esporte
João Carlos brilha nos pênaltis, e CSA conquista o bicampeonato alagoano
Azulão perde no tempo normal por 1 a 0, mas vence o CRB nas penalidades por 4 a 2. É o 39º título estadual do clube
Azulão conquistou o bicampeonato alagoano disputando 11 jogos no estadual de 2019 - Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

Quanto vale um bom goleiro? João Carlos estava no CRB no ano passado, chamou atenção e se transferiu para o rival. No CSA, ele fez a diferença na grande decisão deste domingo. O Azulão perdeu para o CRB por 1 a 0 no tempo normal, gol de Hugo Sanches, e chegou a vez do goleiro brilhar nas penalidades. João pegou as cobranças de João Paulo e Lucas e garantiu o bicampeonato alagoano para o CSA. Luciano Castán converteu o último pênalti e também foi decisivo para a conquista da 39ª taça do time no estadual.

Cobranças de pênalti

Nas cobranças de pênalti, Matheus Sávio, Carlinhos, Dawhan e Castán fizeram para o CSA. Rafinha foi o único a perder a cobrança pelo time do Mutange. Pelo CRB, perderam João Paulo e Lucas. Victor Rangel e Guilherme Mattis converteram. No fim, Azulão venceu por 4 a 2.

Campanha do CSA

O Azulão conquistou o bicampeonato alagoano disputando 11 jogos no estadual de 2019. Venceu seis, empatou três e perdeu duas vezes. Fez 18 gols e sofreu 8. O artilheiro do time foi Patrick Fabiano, com cinco gols.

Primeiro tempo

O CRB entrou ligado na tomada. Ofensivo, foi pra cima e ameaçou o CSA. Hugo Sanches tentou de longe e, na sequência, Mattis acertou um míssil de fora da área. João Carlos espalmou.

A pressão continuou e quase Wellington Carvalho marcou de cabeça. De tanto apertar, o CRB fez o seu gol. Aos 21 minutos, Júnior finalizou de dentro da área e João Carlos espalmou pra frente. De coxa, Hugo Sanches abriu o placar.

O CSA reagiu a partir dos 30. Patrick Fabiano colocou na frente e bateu cruzado. Mardden fez uma bela defesa. Teve mais: Apodi fez ótima jogada individual e chutou rasteiro: Mardden saiu bem do gol e salvou o CRB.

Segundo tempo

O CRB voltou melhor na etapa final. Criou chances na sequência, com Mailson e Victor Rangel. Depois, bateu o cansaço. Desgastados, Hugo Sanches e Barbio foram substituídos, e o Galo perdeu força ofensiva.

O CSA respondeu timidamente, com uma chance de cabeça de Gerson e uma finalização de Matheus Sávio. Aos 41, Carlinhos disparou pela esquerda e, da entrada da área, chutou por baixo. Mardden pegou. Aos 46, uma jogada impressionante. Zé Carlos cabeceou e João Carlos espalmou. Na sobra, o atacante do CRB foi travado por Luciano Castán, que salvou o CSA e levou a decisão para os pênaltis.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.