Dólar hoje 4,031
23ºC em Arapiraca, Alguns chuviscos
André Avlis

Sobre o autor

Radialista, natural de Maceió, cresceu em Arapiraca e trabalhou nas rádios, Cidade, A Voz do povo é a voz de Deus, Metropolitana FM, Novo Nordeste, Nova FM e atualmente trabalha na Pajuçara FM.
Postada em 17/07/2019 07:45 | Atualizada em 17/07/2019 08:00
ASA: A reestruturação pode começar pela base; basta ter mais interesse
Na última segunda-feira (15), um velho conhecido foi anunciado pela diretoria como Supervisor da base alvinegra. Trata-se do experiente Professor Zezinho Nascimento.
Professor Zezinho Nascimento, novo Supervisor da base alvinegra. - Foto: Arquivo pessoal: Nasário Silva

Recomeçar. Reiniciar. Se reinventar.

A vida do ASA tomo um difícil rumo. Um caminha de decaída. Até chegar onde ninguém imaginaria, o fundo do poço. Porém, não se pode voltar atrás, apagar o que foi feito e mudar o passado. A vaquinha já foi dormir. Então, é hora de acordá-la. E pensar no futuro.

Um planejamento para 2020 começa a ter início. Foi o que mostrou o anúncio do Presidente Executivo, Moisés Machado, com o anúncio do novo e velho Supervisor da Base.

O Professor Zezinho tem experiência no assunto. Já comandou, inclusive, a base do clube; o Arapiraca, entre outros clubes. É ex-presidente alvinegro, ex-jogador e o principal, ama o ASA. Basta ver quando ele fala do Gigante, seus olhos brilham. Outro fator importante é a credibilidade que o Professor tem na cidade e região. Algo que pode ajudar nas futuras parcerias. Além, claro, de saber que Arapiraca é um celeiro de bons jogadores. Ou seja, o chamamento foi um ponto positivo da atual diretoria.

Alguns pontos, lógico, devem ser mudados para que o novo projeto dê certo. Pois, não adianta trazer a experiência, respeito e credibilidade de um profissional, se não tiver condição de trabalho. O primeiro passo é dar a estrutura necessária para que o trabalho seja bem feito. Pensar a longo prazo. Não ter imediatismo é primordial para o êxito. Não adianta querer bons resultados da noite para o dia. O futebol não tem a varinha mágica do Harry Potter

Os conceitos e ideais devem ser mudados. Valorizar a base é essencial nesse processo. Dá moral a quem é da cidade, da região. Em Arapiraca brota bons jogadores, basta dar oportunidades aos meninos. E Zezinho Nascimento sabe disso. Basta a direção e quem chegar no clube, tem um pouco mais de interesse.

Ah! Mas para o ano que vem, já teremos muitos meninos da base no profissional?

Em meu ver, não. E se tiver, é um erro. Com os últimos anos de desvalorização, descaso e falta de apoio, a base perdeu forças. Não dá para queimar etapas com esses garotos. Fazer isso, seria "queimar" os meninos. Por isso a cautela no trabalho e pensamento a logo prazo são primordiais.

Portanto, foi um ponto positivo sim. Pensar e planejar. Se adiantar. Foi um belo acerto da diretoria. Porque, quando tem que criticar, o faço. Elogiar quando há algo bom, também. O que não faço e nunca vou fazer, é média. Nem com jogador e principalmente com diretor. O papo é reto, sem curva. Que esse seja o pontapé inicial de um recomeço. E que a esperança por dias melhores reapareça.

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.