Dólar hoje 4,030
23ºC em Arapiraca, Alguns chuviscos
André Avlis

Sobre o autor

Radialista, natural de Maceió, cresceu em Arapiraca e trabalhou nas rádios, Cidade, A Voz do povo é a voz de Deus, Metropolitana FM, Novo Nordeste, Nova FM e atualmente trabalha na Pajuçara FM.
Postada em 05/07/2019 07:48
BRASIL: Primeira vez de Tite no Maracanã; e pode ser a última
Brasil e Peru fazem a final da Copa América no próximo domingo (7), ás 17h, no Maracanã.

Quando Adenor Bachi entra em campo, olha para o céu. Certamente pedindo paz a Deus e proteção a Dona Ivone, sua mãe. Duas coisas que alguém precisa quando é um técnico de Seleção Brasileira: paz e proteção.

No próximo domingo, Tite fará sua estreia no Maracanã, no comando da nossa Seleção. Segundo informações do conceituado e respeitado jornalista esportivo, Juca Kfouri, o técnico pode não continuar no cargo, mesmo conquistando o título. Um dos fatores mais pertinentes para isso, seria a debandada se sua comissão técnica. Já que seus homens de confiança saíram e sairão após o torneio.

Outro, é que a CBF pretende e tem a ideia de não ter mais uma "comissão fixa". Aspecto que Tite adota desde sempre e certamente colocou em contrato. E o último, é que uma proposta milionária teria sido feita ao treinador. Porém, a CBF já emitiu uma nota bancando a permanência do comandante. E na moral!? Aprendi uma coisa no futebol, não acredito em palavra de dirigente. Do bom ao ruim. Ou seja, para mim está em aberto essa novela.
Hoje, Tite ainda é o mais preparado para ser técnico da Seleção. Alguns "poetas" e "especialistas" do futebol acham que não. O condenam, chamam de fraco, etc.

O que pode ser contestado, e contestei, é só um fator. O critério de convocação para essa Copa América e só. O trabalho de Tite é indiscutível no comando do Brasil. E para quem tem memória curta, gosta de desempenho e números, aí vai uma refrescada.
Tite assumiu o Brasil em 2016. A estreia foi em 01/09/2016 contra o Equador, em Quito, pelas Eliminatórias e 3x0 para nós. Na época o Brasil estava em sexto na classificação, desacreditado e sob desconfiança de não ir a Copa da Rússia. O fim, todo mundo já sabe. Primeira colocação, classificação antecipada, bom futebol e a volta do antigo espírito de torcer para a Seleção.

De lá para cá, foram 41 jogos, 32 vitórias, 2 derrotas e 7 empates. Um aproveitamento de 83,74%. São 90 gols marcados e 10 sofridos. Em 87,80% dos jogos o Brasil marcou e em 78,05 não sofreu gol. E, brigar com números, é ser no mínimo contraditório.

Particularmente, nesse tempo que acompanho o futebol e a Seleção, nunca vi um time tão seguro. Tão bem definido taticamente e defensivamente, características de Tite. Existem erros e problemas? Sim. É um trabalho indiscutível, não impecável. E um dos principais, é justamente as variações ofensivas quando se joga com times que tem defesas sólidas ou retrancas. Junto das mudanças de atitudes no meio do jogo e ousadia na hora de fazer o diferente no decorrer das partidas.

Portanto, para mim, Tite é unanimidade. Ainda é o mais preparado. Caso não continue, será uma perda em tanto. Mas se continuar, que cumpra o que citou sobre renovação. E para domingo, que os ajustes da parte ofensiva sejam feitos, os erros de passes sejam sanados e o título venha. O primeiro título, na primeira vez no Maracanã. Tite merece.

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.