Dólar hoje 4,089
28ºC em Arapiraca, Parcialmente nublado
Davi Salsa

Sobre o autor

Graduado em Comunicação Social pela UFAL e bacharel em Letras pela UNEAL. Ganhador dos prêmios, Banco do Brasil de Jornalismo em 2002 e Prêmio Mário Pedrosa de Jornalismo em 2009. Hoje é assessor de comunicação na cidade Arapiraca.
Postada em 30/08/2018 21:58
Alagoas dobrou eficiência da aprendizagem em quatro anos, afirma secretária
Indicador de alunos no nível adequado subiu de 20 para 41%
Foto: Reprodução

Os resultados que colocam Alagoas em destaque nacional no Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) ainda estão sendo comemorados pela secretária de Estado da Educação, Laura Souza.

Ela aponta que o crescimento na qualidade do ensino e nos índices de proficiência ganha maior dimensão quando a comparação é feita com os dados do Saeb de 2013.

De 2013 a 2017, segundo a secretária, o Estado conseguiu reduzir pela metade o índice de insuficiência no aprendizado de Português e Matemática, ao mesmo tempo em que dobrou o índice de aprendizagem adequada entre os alunos da rede estadual de ensino nos Anos Iniciais e Finais.

A secretária salienta que a equipe está sempre trabalhando os dados de 2013 e do início da atual gestão do governador Renan Filho e do vice Luciano Barbosa em comparação com os dados de hoje.

“Quando o governador Renan Filho assumiu, em 2015, com Luciano Barbosa na Educação, o resultado que a gente tinha era o da avaliação de 2013. Os dados de 2015 são resultado do nosso trabalho. De 2013 para cá, a diferença é absurda. Em 2013, a gente tinha 43% dos alunos na classificação de insuficiência. Hoje, a gente só tem 20%. No nível adequado, em 2013, eram apenas 20% dos alunos, e agora são 41%”, revela a secretária, frisando que Alagoas só não tem essa elevação no nível médio porque foi a primeira vez que a Prova Brasil foi feita em 100% das escolas”, explicou Laura Souza.

A secretária de Educação acredita que, a partir dos números do Saeb, a expectativa para o resultado do Ideb, na próxima segunda-feira (3), não poderia ser melhor.

“A nossa avaliação é de que Alagoas virou uma página na Educação. Quem faz parte da Educação, que acompanha, sabe que a gente nunca viveu isso. É um marco. Alagoas deixou de ser a referência do que era ruim na área. Ainda não estamos lá no topo, porque estávamos muito atrás dos outros estados, mas se a gente olhar para o nosso resultado, nos últimos anos, a gente ainda vai crescer muito”, comemorou a secretária.

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
1 Comentário
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.