Dólar hoje 4,141
23ºC em Arapiraca, Tempo limpo
Edson Alves

Sobre o autor

Edson Alves é jornalista e radialista formado em Comunicação Social (RTV) pela Fundação Cásper Libero e formado em Letras (Inglês/Português) pela Faculdade Sete de Setembro em Paulo Afonso/BA. É correspondente em diversas emissoras da região de AL, BA, SE
Postada em 27/02/2019 01:05 | Atualizada em 27/02/2019 01:15
Demissões e falta de repasses podem ressaltar do fechamento da UPA em Delmiro
O Instituto Diva Alves do Brasil (Idab), emitiu nota de esclarecimento em que afirma o fim das atividades na unidade.
Foto: Alagoas 24 Horas

A demissão de 80 funcionários e a falta de repasses de verbas podem resultar no fechamento da Unidade de Pronto Atendimento (UPA/24h), de Delmiro Gouveia. Os profissionais foram demitidos no último sábado (23), através de aviso prévio.

De acordo com um motorista do Serviço de Atendimento Móvel e Urgência (SAMU), que não teve o nome divulgado, o caso se agravou depois do comunicado de demissão dos profissionais e o fechamento da ala verde da unidade.

Segundo o motorista, uma médica que também não teve o nome divulgado informou que a partir dessa terça-feira (26), a unidade funcionará com apenas a ala vermelha em operação. Ou seja, só haverá atendimento de urgência.

Outra informação sobre a situação da UPA, é que ainda segundo a denúncia, os médicos estão sem receber os pagamentos desde dezembro do ano passado e o raio-X só funciona em horário comercial.

Funcionando no padrão tipo I, cujos custos de manutenção são de R$ 600 mil por mês, a UPA conta com uma contribuição mensal de R$ 300 mil do Governo Federal, ou seja, metade do valor, o Governo de Alagoas entra com R$ 150 mil, e à Prefeitura de Delmiro Gouveia, com outros R$ 150 mil.

A unidade hospitalar é administrada pelo Instituto Diva do Brasil (Idab), que só em 2018, recebeu o equivalente a R$ 4.489.670,00 pelos serviços prestados, conforme consta na aba de pagamentos do Portal da Transparência da Prefeitura Municipal de Delmiro Gouveia.

Em contato com o diretor administrativo do Idab, Pedro Mandu, o mesmo confirmou a nossa reportagem a demissão de 80 funcionários da UPA, através de aviso prévio, devido ao término do contrato entre o instituto e o município de Delmiro Gouveia, que venceu no final de janeiro deste ano.

Sobre o atraso no pagamento dos profissionais médicos, o diretor administrativo do Idab, alegou a falta de repasses de verbas por parte da prefeitura Municipal de Delmiro Gouveia a instituição.

O diretor administrativo informou ainda, que devido a falta de prestação de contas do município com a União, o Governo Federal cortou parte do envio da verba e que o Governo de Alagoas desde o mês passado não repassa o valor que é de sua responsabilidade.

Em nota enviada ao Correio Notícia, nesta segunda-feira (25), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) reconheceu a falta de repasses para a Upa de Delmiro Gouveia, e alega que eles não foram efetuados anteriormente por conta do fechamento do Sistema Integrado de Administração Financeira e Contábil do Estado (Siafe) no final de 2018, o que acontece no término de cada ano, inviabilizando a realização de qualquer pagamento.

A nota da Sesau esclarece que, neste mês, quando foi reaberto o Siafe, foi iniciado o processo de normalização dos referidos repasses para a upa.

Confira a nota da Sesau:

NOTA DE ESCLARECIMENTO REPASSE DE RECURSOS PARA A UPA DE DELMIRO GOUVEIA

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) informa que iniciou neste mês, quando foi reaberto o Sistema Integrado de Administração Financeira e Contábil do Estado (Siafe), o processo de normalização dos repasses referentes à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Delmiro Gouveia. Ressalta que os pagamentos não foram efetuados anteriormente em razão do fechamento do Siafe no final de 2018, como acontece ao término de cada ano, inviabilizando a realização de qualquer pagamento.

PREFEITURA FALOU SOBRE O ASSUNTO TAMBÉM EM NOTA:

A Secretaria Municipal de Saúde de Delmiro Gouveia, vem à público esclarecer os fatos sobre a gestão da UPA - Delmiro Gouveia.

Diferente do que está sendo exposto em alguns meios de comunicação e redes sociais o Instituto Diva Alves do Brasil - IDAB - foi vencedor do processo licitatório 04/2017 conforme está disponível no portal da transparência do município.

O IDAB possui experiência na gestão hospitalar, conforme foi verificado durante o processo de habilitação e, segundo o site da empresa www.idabsocial.org.br, hoje administram 6 Unidades de Pronto Atendimento, sendo 2 em Alagoas - Delmiro Gouveia e Palmeira dos Índios - e 4 no estado do Rio de Janeiro.

Em Cacimbinhas existe a Sede Social, onde a empresa realiza ações sociais para a comunidade daquele município. No mesmo site é possível identificar a sede administrativa em Maceió.

Recentemente - Dezembro - a unidade passou por processo de validação/requalificação pela equipe do Ministério da Saúde e SESAU o qual foi verificado seu desempenho e serviços oferecidos ao Alto Sertão. O processo NUP: 25000.116914/2015-15 certifica tão qualificação.

A Secretaria Municipal de Saúde esclarece tais fatos e ressalta que transparência e compromisso são valores que pautam as diretrizes desta secretaria.

O Instituto Diva Alves do Brasil (Idab), emitiu nota de esclarecimento em que afirma o fim das atividades na unidade.

O Instituto Diva Alves do Brasil (IDAB), gestor da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Delmiro Gouveia, informa que está encerrando as atividades de gestão da unidade. O contrato de prestação de serviço para a Prefeitura de Delmiro Gouveia teve o prazo de vigência encerrado em janeiro de 2019 e, em razão das constantes dificuldades financeiras relativas aos repasses e pagamentos previstos no contrato, se tornou inviável realizar a renovação do contrato.

Com o intuito de não prejudicar o serviço de saúde ofertado pela UPA à população e para garantir à Prefeitura tempo hábil para se organizar, o IDAB prorrogou as atividades na UPA por mais 45 dias, com vistas a manter e cumprir os prazos legais junto a seus profissionais e viabilizar que a administração faça a transição da gestão sem prejuízos a população.

Atualmente a referida unidade tem mantido o atendimento aos pacientes classificados como Urgência e Emergência, em decorrência das dificuldades de manter a integralidade dos serviços sem os repasses financeiros contratuais. Sendo assim, o IDAB encerrará oficialmente a gestão na UPA de Delmiro Gouveia no dia 16 de março de 2019.

O IDAB também esclarece que seu foco é voltado para ações sociais e na gestão de unidades de saúde e que sua sede administrativa fica localizada em Maceió, capital alagoana, tendo sede social fixa situada no povoado de Timbaúba, zona rural do município de Cacimbinhas, onde são desenvolvidos os seguintes projetos de apoio social:

Água Doce – Piscigranja Comunitária: tanques de água destinados à produção de peixes para a comunidade e que utilizam a tecnologia de captação e dessalinização da água extraída de poços por meio de bombas de sucção;

Água para Todos: disponibilização de água potável para a comunidade após o processo de dessalinização da água salobra;

Trator Social: trator agrícola, associado a implementos voltados ao manuseio da terra e colheita da produção em apoio aos produtores rurais do distrito de Timbaúba;

Distribuição do Leite: em parceria com a Cooperativa de Produção Leiteira de Alagoas, os pequenos produtores destinam o excesso de produção de seu rebanho para o beneficiamento na cooperativa, sendo retornado à região como alimento para a população;

Saúde Sertaneja – Ambulatório Diva Alves: consultas com uma equipe multiprofissional composta por médicos, psicólogo, psicopedagoga, terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo à disposição da população semanalmente, e em parceria com a Secretaria de Saúde;

Amigo da Escola: parceria com a Secretaria de Educação, tendo como objetivo a capacitação e treinamento dos profissionais da Educação para auxiliarem no diagnóstico e tratamento de crianças de creches-escola municipais com alterações relacionadas a aprendizagem, déficit de fala, audição, voz e de linguagem, bem como o encaminhamento dos professores que necessitassem de atendimento de Fonoterapia e Psicoterapia.

Informações: Editora Guia Mais, Radar Notícias, Assessoria IDAB e ASCOM/PMDG

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.