Dólar hoje 5,352
22ºC em Arapiraca, AL Tempo nublado
Cultura
Postada em 02/12/2020 14:40 | Por Assessoria
Artistas e grupos culturais recebem Prêmio Jacinto Silva, em Palmeira
Para o prefeito Júlio Cezar, fomentar a cultura é estabelecer o verdadeiro resgate às tradições locais
Segmentos culturais foram agraciados com o Prêmio Jacinto Silva - Foto: Assessoria

O prefeito de Palmeira dos Índios Júlio Cezar e o vice-prefeito Márcio Henrique entregaram nesta quarta-feira (2) as ordens de pagamento para 125 artistas e grupos culturais contemplados com o Prêmio Jacinto Silva, tendo como subsídio emergencial a Lei Aldir Blanc. Na ocasião, foi formalizado o Fundo Municipal de Cultura, um desejo antigo da classe artística palmeirense. Com isso, Palmeira passa a ser o terceiro município alagoano a contar com um Fundo de Cultura, a exemplo de Maceió e Arapiraca. A solenidade aconteceu no Salão Nobre da prefeitura e contou com a presença de artistas, grupos culturais, representantes do Conselho e do Fórum de Cultura, secretários municipais e do vereador eleito por Palmeira Carlos Guruba.

No total, sete pessoas jurídicas receberam, cada uma, R$ 5 mil e 118 artistas também receberam, individualmente, R$ 3.100 em um montante de R$ 400.800 em premiações. Todos os artistas e instituições contemplados com o subsídio ainda receberam um certificado de participação no Prêmio Jacinto Silva. “Foi um longo e árduo processo, esperamos muito por este momento, mas conseguimos engajamento e começamos a produzir cultura. Agradecemos ao prefeito Júlio Cezar essa liberdade de nos deixar trabalhar e ao Marcos Rego, da Secretaria Municipal de Cultura, por nos ajudar tanto nesse processo. Obrigado a todos pelo empenho. O nosso momento chegou”, destacou a presidente do Conselho Municipal de Cultura Lidyane Ferro.

Para o prefeito Júlio Cezar, fomentar a cultura é estabelecer o verdadeiro resgate às tradições locais e manter viva a memória de tantos que ajudaram a engrandecer o nome de Palmeira. “Por isso, o nome dado a esse prêmio, Jacinto Silva, foi mais do que justo. Ele e tantos outros nomes engrandecem a nossa terra. O governo não é o dono da verdade e as críticas nos ajudam a crescer e corrigir. Não conseguíamos construir um caminho, mas foi quando pedi à equipe técnica que ouvisse a todos vocês, a classe artística. Como prefeito, quero pedir desculpas pelos 15 anos de luta para que chegássemos até hoje e o Fundo Municipal de Cultura fosse lançado. Quem não tem identidade cultural não tem nada, por isso vamos lutar ainda mais para termos outras conquistas e perseguir este caminho. Precisamos investir mais na identidade cultural, que também tem uma atividade econômica, e fomentar a cultura do nosso povo”, afirmou o prefeito.

E continuou. “Nossa cidade é única, de uma riqueza cultural imensa e vamos fazer tudo isso junto com o Fórum e o Fundo Municipal de Cultura e investir nos nossos grupos culturais. Hoje fizemos mais um repasse para o Fundo, que é referente à segunda parcela do acordado com a classe. Até o final de dezembro finalizaremos o valor total do repasse, que é na ordem de R$ 112 mil. Lutar é para poucos e foi essa luta que fez este momento. O nosso único interesse do nosso governo é o povo desta terra”, finalizou o prefeito Júlio Cezar.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.