Dólar hoje 5,432
21° C em Arapiraca, AL Tempo limpo
Francisco de Franca

Sobre o autor

Francisco de Franca: natural de Palmeira dos Índios, casado e advogado militante, ex-presidente da Câmara Municipal de Palmeira dos Índios, ex-vice-prefeito de Palmeira dos Índios, ex-vice-presidente da OAB/AL e ex-presidente da Uveal.
Postada em 16/06/2024 08:37

A zebra das eleições de 1996 poderá se repetir em Palmeira?

Naquele ano foram 5 candidaturas disputando a prefeitura de nossa cidade. A oposição, encabeçada pelo ex-prefeito Gileno Sampaio ( que já tinha administrado a cidade de 89/92), liderava todas as pesquisas. 

O então deputado Jota Duarte (Presidente da Assembleia Legislativa), teve a ideia de lançar seu filho Fernando Duarte (na época desconhecido) para também concorrer ao pleito. 

Com essa decisão de Jota Duarte, dois vereadores, de sua base, ficaram insatisfeitos ( Pedro Gaia e Francisco de França) e lançaram-se também candidatos, enfraquecendo a candidatura de Fernando Duarte. 

Pedro Gaia lançou-se com o apoio da  atual gestão (Helenildo Ribeiro) e Francisco de França com o apoio do deputado Gervásio Raimundo.

Com a decisão de Pedro Gaia e França em deixarem o grupo de Jota Duarte, resultou-se em cinco candidaturas ao executivo municipal, apresentando-se candidatos: Gileno Sampaio, Fernando Duarte, Francisco França, Pedro Gaia e correndo por fora, a zebra Maria José Carvalho, que contava com o apoio da igreja.

Com a entrada de França e Pedro Gaia, Fernando perdeu espaço e votos, o que deixava Gileno numa situação confortável e se distanciava do segundo na preferência popular. Gileno nas pesquisas era o líder distante do segundo colocado, que mesmo tendo o apoio do prefeito Helenildo Ribeiro, não conseguia se aproximar do preferido nas pesquisas.

A disputa era intensa e ninguém prestava atenção na candidata Maria José, que, numa campanha franciscana ( sem apoio político e sem palanque), passava a maior parte do seu tempo nas ruas (a pé) e nas igrejas, pedindo humildemente o voto dos devotos e da pobreza.

A vitória de Gileno Sampaio já era dada como certa. Todas as apostas indicavam para isto. No entanto, para a surpresa de todos, as urnas deram a vitória a Maria José, com uma diferença de votos para Gileno Sampaio de apenas 448 votos e o candidato apresentado pela gestão ficando na quarta posição.

Mas, qual a relação da eleição de 1996 com a de 2024? A atual está indicando que também teremos cinco candidaturas. Só que diferente de 96, dois nomes estão liderando as pesquisas: Mosabelle ( oposição) e Tia Júlia ( situação). Assim indicam as pesquisas, mas, em 96, indicavam que Gileno seria o vencedor, e não foi! Maria José saiu da moita e assumiu a prefeitura. 

Será que 96 terá reprise e algum que não está pontuando bem vai ser o escolhido?

Dizem que na política e no futebol tudo pode acontecer. A zebra de repente acontece. Será ?

Francisco de França - advogado

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
1 Comentário
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.

Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.


Postagens Anteriores123456Próximas Postagens
Instagram