Dólar hoje 5,374
20ºC em Arapiraca, AL Tempo limpo
Polícia
Postada em 27/10/2020 12:43 | Atualizada em 27/10/2020 17:13 | Por Todo Segundo
Homem natural de Palmeira dos Índios é morto a tiros no Piauí
Vítima estava com um outro homem, que também foi assassinado
Dois homens foram executados com vários disparos de arma de fogo dentro do Jeep Renegade - Foto: Reprodução

Dois homens foram executados com vários disparos de arma de fogo na noite desta segunda-feira (26), na cidade de Campo Grande, interior do Piauí. Uma das vítimas, trata-se de Joaquim de Araújo Santos, 53 anos, é natural da cidade de Palmeira dos Índios, Agreste de Alagoas.

De acordo com a Polícia Militar do estado do Piauí, as vítimas trafegavam pela rodovia BR-316, em um carro Jeep Renegade e quando o motorista reduziu a velocidade para passar sobre uma lombada, três homens se aproximaram em um veículo modelo Toyota Corolla efetuaram os disparos.

Baleado, o motorista do Jeep perdeu o controle e o carro saiu da pista, colidindo contra o muro de uma residência às margens da rodovia. Em seguida, os ocupantes do Corolla desceram e efetuaram vários tiros, executando Joaquim de Araújo e Francisco Jairton Teixeira Martins, 37 anos, que estavam no Jeep, e em seguida fugiram. No local foram encontrados cartuchos de arma calibre 12.

Joaquim de Araújo Santos, era conhecido como “Joca”. Ele negociava com compra e venda de gado e era irmão do aboiador bastante conhecido “Duda do Gado”, que fazia dupla com o ex-vereador de Palmeira dos Índios, “Ernandes da Saúde”.

Já Francisco Jairton é natural da cidade de Mombaça, no Ceará. De acordo com o delegado Marcelo Leal, a suspeita inicial é que motivação para o crime tenha sido o envolvimento de pelo menos uma das vítimas em atividades criminosas. "O Francisco Jairton tinha uma vida pregressa no crime", afirmou.

Francisco Jairton foi preso em 2013, no município de Uberaba, em Minas Gerais. Na época, ele era um dos assassinos mais procurados do Ceará, segundo a Polícia Federal (PF). O homem tinha diversos mandados de prisão em aberto e era suspeito de matar 39 pessoas. Além de procurado pela polícia, ele era alvo de rivais de outros grupos criminosos no Nordeste.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.