Dólar hoje 5,224
22ºC em Arapiraca, AL Tempo nublado
Polícia
Postada em 04/03/2021 16:28 | Atualizada em 04/03/2021 17:04 | Por Todo Segundo
Investigações sobre morte de primo de desembargador estão avançadas, diz PC
Homem de 59 anos foi encontrado morto no último domingo (28), em Palmeira dos Índios
Cicero Marques Vilarins, 59 anos, foi encontrado morto no último domingo (28), em Palmeira - Foto: Reprodução / Redes Sociais

As investigações sobre o assassinato de Cicero Marques Vilarins, 59 anos, primo do desembargador aposentado, Juarez Marques Luz, estão avançadas, segundo informou a (5ª DRP) Delegacia Regional da cidade de Palmeira dos Índios.

Em entrevista exclusiva na manhã desta quinta-feira (04), ao "Jornal da Viva", da Rádio Viva FM 92,5 o chefe de serviços da 5ª DRP, Paulo Monteiro, disse que desde o dia do homicídio, a Polícia Civil começou a fazer as diligências na tentativa de identificar a autoria do crime.

“Desde os primeiros momentos que a Polícia Civil tomou ciência dessa prática delituosa, começou a diligenciar no sentido de localizar o autor ou os autores do crime. Eu posso garantir aos familiares da vítima e a sociedade de Palmeira dos Índios, que as investigações estão bastante adiantadas, inclusive durante esta semana, temos trabalhado até nos momentos de folga, para que o crime seja elucidado o mais breve possível”, disse Paulo Monteiro ao Repórter Everton Luís. Ouça a entrevista acima.

O caso

Cicero Marques Vilarins 59 anos, foi encontrado morto na manhã do último domingo (28), dentro de um terreno de sua propriedade, localizado na Rua Jardim das Flores, bairro Vila Maria, em Palmeira dos Índios, Agreste de Alagoas.

De acordo com a Polícia Militar, o corpo da vítima foi encontrado enrolado com um cobertor até a cintura e o rosto apresentava graves ferimentos provavelmente provocados por pauladas, além de uma perfuração no queixo.

Segundo a PM, uma filha da vítima informou que o mesmo estava com problemas psicológicos e durante a madrugada seu pai desentendeu com um homem, nas proximidades da unidade de pronto atendimento (upa), chegando a quebrar uma cadeira na unidade de saúde. A família compareceu à UPA e levou-o para casa, no entanto, a vítima pulou o muro e fugiu.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.