Dólar hoje 3,859
23ºC em Arapiraca, Parcialmente nublado
Polícia
Postada em 05/07/2018 20:10 | Atualizada em 06/07/2018 12:50 | Por Todo Segundo
Suspeito de matar PC que trabalhava em Palmeira é morto em operação
Informações extraoficiais dão conta, que Anderson já tinha matado dois policiais civis e um agente penitenciário
Anderson já tinha matado dois policiais civis e um agente penitenciário - Foto: Internauta / Cortesia

Um dos suspeitos de matar o policial civil Aloísio Barbosa de Lima, durante uma tentativa de assalto em Maceió, morreu no final da tarde desta quinta-feira (05), após um confronto com as polícias da Divisão Especial de Investigação e Captura (Deic), em União dos Palmares, Zona da Mata de Alagoas.

De acordo com as primeiras informações, os policiais realizavam uma operação para cumprir mandados judiciais contra os suspeitos de matar o policial, quando ocorreu uma troca de tiros. No confronto, um dos criminosos identificado apenas como Anderson foi baleado. Ele ainda foi socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.

Informações extraoficiais dão conta que, Anderson já tinha matado dois policiais civis e um agente penitenciário. O suspeito tinha em uma das pernas, uma tatuagem de “palhaço ou coringa”, que segundo a polícia, costumam ser associadas a roubo e morte de policiais.

Os detalhes finais da operação devem ser divulgados nesta sexta-feira (06), pela Polícia Civil.

Relebre o caso

O policial civil identificado como Aloísio Barbosa de Lima, foi morto a tiros durante uma tentativa de assalto registrada na noite dia 30 de maio, no Conjunto Salvador Lyra, parte alta de Maceió.

Informações iniciais dão conta de que, dois homens entraram no estabelecimento comercial pertencente a Aloísio e anunciaram o assalto. Após o crime, os suspeitos fugiram levando a arma do agente. (Ler Matéria)

O agente tinha 31 anos na Polícia Civil de Alagoas. Ele morava em Maceió e trabalhava na Delegacia Regional de Palmeira dos Índios, sob o comando do delegado Alexandre Leite.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.