Dólar hoje 5,389
23ºC em Arapiraca, AL Alguns chuviscos
Galeria da Fama
Postada em 23/11/2019 07:58 | Por R7
Gugu ensinou a televisão a olhar para o espectador em tempo real!
Gugu protagonizou alguns dos maiores embates de audiência da história da TV aberta brasileira, sempre usando como arma a medição de audiência
Gugu e Faustão mudaram o jeito de fazer televisão aos domingos - Foto: Divulgação

Pode alguém nascer para fazer televisão?

Era só ver Gugu Liberato em ação para ter certeza que 'sim', o talento ali era nato. Bastava ligar uma câmera para o tímido e pacato Augusto se transformar no carismático e falante Gugu.

Não precisava de roteiro, de ponto eletrônico, muito menos de teleprompter. Gugu é daquela rara linhagem de comunicadores (Chacrinha, Flávio Cavalcanti, Silvio Santos) capazes de comandar qualquer programa, contar qualquer história, de fazer rir e chorar sem esforço!


Gugu nasceu como uma espécie de versão 2.0 do Silvio (Santos). Mas veio com um plus. Os domingos nunca mais foram os mesmos na TV depois dele.

Estava de olho nos interesses dos jovens, no que estava bombando lá fora... Foi precursor de pegadinhas, do 'motorista de taxi' disfarçado que ouvia as histórias dos passageiros comuns, das visitas surpresa na casa dos espectadores...

Gentil, mas determinado, Gugu ensinou a TV aberta a brincar de medição de audiência em tempo real.

Augusto Liberato praticamente instituiu na TV esse 'vício' de guiar a programação ao vivo pela medição de audiência ponto a ponto.

Essa foi uma de suas grandes armas na famosa guerra de audiência aos domingos! Entre o final dos anos 1990 e o início dos 2000, Gugu tornou-se a grande pedra no sapato da Globo, vencendo o 'Domingão' do Fausto em uma disputa com alguns episódios memoráveis, outros nem tanto.

Gugu comandava o seu 'Domingo Legal' (SBT) com um olho na câmera e outro no monitor do Ibope. Estendia ou cortava uma atração de acordo com sutis movimentações na audiência. Pulava intervalos, emendava outros, mantinha um artista no programa inteiro, ou se despedia logo após a primeira música... Seria o começo da interatividade com público da poltrona?

Se comunicava com diretores e assistentes apenas com o olhar, rápidos gestos com as mãos. Era audacioso. Sacava oportunidades divertidas na plateia, se divertia colocando famosos em saias-justas ...

PublicidadeFechar anúncio
Era um maestro costurando horas e horas de programa ao vivo em uma disputa acirrada e enlouquecedora. Os programas se estapeavam pelas atrações do momento. Os diretores se engalfinhavam nos jornais. Mas Faustão e Gugu não eram inimigos.

Gugu chegou a ir comer a famosa pizza na casa do apresentador da concorrência. Mantinham uma relação cordial e de mútua admiração. Tinham crescido, enriquecido, errado e aprendido muito um com o outro.

"Quase ninguém tinha a medição ponto a ponto de audiência naquela época, e eu fiquei um tempão estudando aquilo. Paguei para ter um acesso na minha casa. Ficava olhando a movimentação na programação. Como o ibope reagia nos intervalos, em cada horário... Era uma mania, adorava tanto quanto adoro televisão", dizia ele em entrevistas.

Já distante da guerra aos domingos, deixou essa paixão pelo 'ponto a ponto' de audiência de lado. "Quero agora ficar de olho nos meus filhos crescendo!", brincava o apresentador. Mas Gugu nunca deixou de lado o amor pela TV.

Na Record TV, se encantou pelo mundo dos reality shows. Parecia uma criança.

"Fico fazendo perguntas, querendo saber como tudo funciona, aqui sou o novato!", brincou ele logo na coletiva de estreia do 'Power Couple'.

Novato? Quando Gugu entrou no estúdio e gritou pela primeira vez o seu famoso 'Valendoooo', o estúdio veio abaixo!. Diretor e produção ficaram arrepiados. Era o Gugu, o apresentador que marcou uma era na TV!

Em uma de nossas últimas conversas, Gugu falou que já poderia ter parado de trabalhar, mas não conseguia...

"Sinto falta dos estúdios, da plateia, das luzes, desse agito... Sinto falta dessa loucura toda", resumiu ele.

Agora somos nós que sentiremos a sua falta!

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.