Dólar hoje 5,374
21ºC em Arapiraca, AL Estrelado
Esportes
Postada em 17/11/2020 23:59 | Atualizada em 18/11/2020 00:03 | Por R7
Cavani é expulso, Brasil bate Uruguai por 2 a 0 e se mantém 100%
Gols de Arthur e Richarlison garantiram mais uma vitória e a liderança isolada nas Eliminatórias
Jogadores do Brasil comemoram gol de Richarlison sobre o Uruguai - Foto: Raúl Martínez/EFE

O Brasil continua firme em seu objetivo de se garantir na Copa do Mundo do Qatar, em 2022. Nesta terça-feira (17), a equipe do técnico Tite mostrou toda a sua força ao bater o Uruguai fora de casa por 2 a 0 e manter a campanha perfeita nas Eliminatórias Sul-Americanas.

Os gols de Arthur e Richarlison, ainda no primeiro tempo, garantiram a quarta vitória da seleção. Com 12 pontos, o Brasil lidera a competição com 100% de aproveitamento. O Uruguai, com a segunda derrota, soma 6 pontos, no meioda tabela.

Como se não bastasse, perdeu Edinson Cavani, expulso no jogo de hoje, para o próximo jogo, contra a Argentina, apenas em março de 2021. Na mesma data, os brasileiros têm pela frente a Colômbia, novamente fora de casa.

Susto inicial!

Logo aos 4 minutos, por muito pouco o Uruguai não abriu o placar. Darwin Nuñez, atacante que substituiu Luis Suárez, fora da partida por estar infectado com covid-19, fez bela tabela com De La Cruz e bateu forte. A bola explodiu no travessão.

Aos 10, foi Cavani quem teve a chance. Ele, porém, cabeceou para fora.

Primeira vez é inesquecível!

E se os donos da casa não aproveitaram as boas oportunidades que tiveram, o Brasil sim. Aos 33, Everton Ribeiro fez boa jogada e lançou Gabriel Jesus. O camisa 9 escorou e Arthur chegou batendo de primeira. A bola desviou na defesa e morreu no fundo do gol. Foi o primeiro gol do volante pela seleção principal.

No lance seguinte, Roberto Firmino teve boa chance, mas Campaña fez a defesa.

Mais um!

Aos 44, saiu o segundo do Brasil. Renan Lodi levantou na área, Richarlison subiu mais que os zagueiros e cabeceou para ampliar o placar.

Trave "salva" o Brasil

Já nos acréscimos, o Uruguai voltou a pressionar. Godín ganhou no alto e cabeceou firme. A bola explodiu no travessão!

Foi "para o chuveiro"

Se na volta para o segundo tempo, o ritmo já não era tão intenso quanto no primeiro, a situação ficou ainda pior para os uruguaios aos 26. O VAR flagrou entrada bastante forte de Cavani em Richarlison e, após rever as imagens, o árbitro expulsou o camisa 21.

Não valeu!

Mesmo sem seu grande artilheiro, o Uruguai seguiu tentando diminuir. Até conseguiu balançar as redes aos 30, com Cáceres, mas o gol foi anulado por impedimento.

Com a boa vantagem e a vitória já assegurada, o Brasil passou a administrar a posse de bola e garantiu mais um importante resultado nas Eliminatórias. Essa foi a 14ª vitória do time sob o comando de Tite em 16 jogos disputados no torneio!

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.