Dólar hoje 5,611
23ºC em Arapiraca, AL Tempo nublado
Polícia
Postada em 24/11/2021 07:15 | Atualizada em 24/11/2021 15:39 | Por Todo Segundo com Ascom
PC realizou reconstituição da morte de acusado de tráfico em Arapiraca
A reprodução simulada foi determinada pelo juiz Alfredo dos Santos Mesquita, da 5° Vara Criminal do município
PC realizou reconstituição da morte de acusado de tráfico em Arapiraca - Foto: Assessoria

A Delegacia de Homicídios de Arapiraca (DHA), comandada pelo delegado Filipe Caldas, juntamente com uma equipe do Instituto de Criminalística (IC) de Alagoas, comandada pelo chefe especial Wellington Costa Melo Filho, realizou nesta terça-feira (23), a reprodução simulada da morte de Marcelo Torres Pacheco, de 43 anos, ocorrida em troca de tiros com policiais militares, em 29 de julho do ano passado, durante a apreensão de grande quantidade de droga dentro do veículo em que a vítima se encontrava.

A reprodução simulada foi determinada pelo juiz Alfredo dos Santos Mesquita, da 5° Vara Criminal de Arapiraca, a pedido do promotor José Alves de Oliveira Neto, sendo realizada entre 9h e 13, na Rua Maestro Antônio Barros Araújo, nº 777, no bairro Planalto, em Arapiraca.

Por determinação do delegado-geral da Polícia Civil, Carlos Reis, em apoio a DHA, foi empregado efetivo da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), Asfixia e Tático Integrado de Grupos de Resgate Especial (Tigre), que manteve a segurança dos envolvidos no procedimento, juntamente com o Grupamento Aéreo da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AL).

A simulação teve a participação de quatro peritos criminais do IC, membro do Ministério Público, além de todos os policiais civis que compõem a DHA. Houve a utilização de um drone da Perícia Oficial de Alagoas para o registro das imagens, e quatro equipes da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT)

Os militares investigados e as testemunhas oculares do fato estiveram presentes, acompanhados de seus procuradores, e participaram ativamente da reprodução simulada.

O processo criminal corre pelo Juízo da 5ª Vara Criminal de Arapiraca. As diligências se deram em cumprimento à determinação judicial, após solicitação do promotor de justiça que acompanha o caso.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.