Dólar hoje 5,755
23ºC em Arapiraca, AL Tempo nublado
Justiça
Postada em 10/09/2020 16:22 | Por Assessoria
Acusado de matar colega após assalto deve ir a júri em Boca da Mata
Segundo denúncia, vítima do roubo teria se escondido e ouvido os disparos; data do julgamento será definida
Acusado de matar colega após assalto deve ir a júri em Boca da Mata - Foto: Assessoria

O juiz Bruno Araújo Massoud, da Comarca de Boca da Mata, determinou que o réu José Cícero Costa da Silva seja levado a júri pelo assassinato de Nataniel Domingos dos Santos, cometido em maio de 2016. A sentença de pronúncia foi publicada no Diário de Justiça Eletrônico desta quarta-feira (9).

De acordo com os autos, José Cícero e Nataniel, que eram colegas, teriam roubado uma moto utilizando uma faca. A vítima do roubo se escondeu no mato e ouviu disparos de arma de fogo. Após isso, o dono da moto saiu com mais duas pessoas para procurar o veículo, encontrando o corpo de Nataniel caído no meio-fio, nos braços da irmã.

Durante o interrogatório, o acusado negou a autoria do crime, não sabendo explicar quem o cometeu e por qual razão. Alegou que teria pego a moto emprestada e que ela apresentou defeito, momento em que Natanael teria ido buscar um reboque. Posteriormente, viu ele caído morto na estrada e, com medo, saiu do local, entregando o veículo para um terceiro.

O juiz Bruno Araújo Massoud explica que os depoimentos das testemunhas e do acusado são contraditórios. "Há contradição quanto à forma de aquisição da posse da motocicleta: o acusado relatou que a pegou emprestada, enquanto que testemunhas atestaram o roubo deste veículo pelo réu e pela vítima", salienta.

Existem ainda discordâncias quanto ao local em que a motocicleta foi localizada e sobre a condição do veículo. Diferente do acusado, as testemunhas relataram que acharam a moto abandonada em um barranco e em plenas condições de uso. Para o magistrado, os indícios também apontam a presença de um agravante no crime: recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

"Há elementos que inclinam para a sua configuração, uma vez que se extrai dos depoimentos que a vítima, que tinha relação de amizade com o acusado, estava junto com este em momento logo anterior ao crime; e que Natanael foi alvejado por disparos de arma de fogo", concluiu. A data do júri ainda será definida.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.