Dólar hoje 4,163
21ºC em Arapiraca, Parcialmente nublado
Política
Postada em 08/10/2019 20:00 | Atualizada em 08/10/2019 20:28 | Por Todo Segundo
Câmara: pauta desta quarta não traz projeto que autoriza empréstimo junto à Caixa
Tesouro e Caixa selecionaram municípios em todo país, inclusive Palmeira dos Índios
Projeto de Lei do Poder Executivo, dorme em berço esplêndido e nas gavetas da Câmara de Vereadores de Palmeira - Foto: Arquivo / Todo Segundo

Já se passaram 15 dias que dorme em berço esplêndido e nas gavetas da Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios o pedido de alteração de um nome (de ICMS para FPM) do Projeto de Lei que o Poder Executivo enviou para garantir o empréstimo junto à Caixa Econômica Federal para calçamento e drenagem de ruas no município.

O Todo Segundo teve acesso a pauta da sessão ordinário que ocorrerá nesta quarta-feira (09), e constatou que mais uma vez o referido projeto não foi colocado em pauta. A expectativa da população palmeirense é que seja convocada uma sessão extraordinária, ainda nesta quarta. Procurado pela reportagem o governo disse que não iria se pronunciar no momento.

A intenção do Governo Municipal como já antecipou o prefeito é investir em mobilidade urbana e rural, dentre elas: Ladeira do Padre Cícero, Vila Maria, Padre Ludugero, Valdeci Mota, Alameda do Campo, Canafistula de Frei Damião, Craíbas Tortas, Bonifácio, Buenos Aires, Coruripe da Cal, Povoado Santo António, José Maia Costa, entre outros.

A Lei Autorizativa é um dos requisitos básicos para a unidade bancária liberar os recursos. Na última semana, diretores nacionais e estaduais estiveram reunidos com a equipe do governo, inclusive o prefeito, Júlio Cezar para os últimos ajustes. O superintendente da Caixa em Alagoas, Rodolfo Santos, deu entrevista ao radialista Anselmo Robério, afirmando a margem do empréstimo, após estudos do financeiro.

Mas acontece que o cada dia que passa o prazo fica cada vez mais curto e o sonho destas comunidades saírem da situação em que estão, lama, esgoto e poeira, poderá ser transformado em pesadelo, pois sem essa mudança na Lei Palmeira dos Índios um dos poucos municípios selecionados e com capacidade para o empréstimo poderá sim perder essa oportunidade. O empréstimo tem carência de 2 anos e o saldo devedor pode ser pago em até 96 meses.

1 Comentário
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.

Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.