Dólar hoje 5,347
22ºC em Arapiraca, AL Tempo nublado
Saúde
Postada em 28/02/2020 16:11 | Atualizada em 28/02/2020 22:42 | Por Agência Alagoas
Alagoas está preparada para atender casos de coronavírus; diz secretário de Saúde
Gestor e técnicos reforçam que não há motivo para pânico; principal medida de prevenção é a higienização
Secretário Alexandre Ayres diz que rede estadual de saúde está preparada para lidar com eficiência nos casos de coronavírus - Foto: Agência Alagoas

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (28), no auditório do Hospital da Mulher, em Maceió, o secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, esclareceu à população que Alagoas está preparada para lidar com as ações de prevenção e tratamento em caso de confirmações de pessoas diagnosticadas com o Covid-19, conhecido como novo Coronavírus.

O secretário explicou que o caso suspeito, de um residente de Maceió, de 66 anos, que retornou recentemente da França, segue em pleno monitoramento junto ao Ministério da Saúde (MS). “O paciente está em isolamento domiciliar e as pessoas que tiveram contato com ele estão sendo observadas”, esclareceu.

Alexandre Ayres reforçou que não existe a necessidade para pânico e que a principal medida preventiva é a higienização. “É importante que todos lavem bem as mãos e utilizem o álcool gel sempre que necessário. São cuidados rotineiros que devem ser realizados independentemente do novo vírus”, lembrou.

Outra situação relatada pelo secretário Alexandre Ayres diz respeito à rede de assistência que está preparada para lidar com a questão de forma eficiente.

“Os equipamentos de proteção individual para os profissionais de saúde já foram providenciados e leitos adequados para a situação, caso sejam necessários. A Secretaria de Estado da Saúde também já pactuou com a rede privada e pública para receber os pacientes diagnosticados com o Covid19”, explica.

A superintendente de Vigilância em Saúde da Sesau, Cristina Rocha, também fez algumas ponderações durante a coletiva de imprensa. Ela explicou que a unidade de referência para casos graves da doença é o Hospital Hélvio Auto, porém existe a necessidade de um encaminhamento para o hospital.

“A unidade está preparada para receber casos da doença, no entanto, é importante frisar que os pacientes devem, inicialmente, procurar a unidade de saúde mais próxima de sua residência e apenas em casos de encaminhamento por um profissional deve se dirigir ao Hospital Hélvio Auto”, destacou.

Houve questionamentos, durante a coletiva, sobre a chegada de novos turistas no Estado e como o governo pretende atuar neste sentido. O secretário Alexandre Ayres explicou que navios e aviões que chegam de outros países com registro de casos são monitorados para proteger a população local.

“Nós somos um estado com uma importante vocação turística e estamos preparados para receber essas pessoas com a cordialidade que nos é característica, com segurança e responsabilidade. É importante deixar claro que já existe um monitoramento destas pessoas que aqui chegam – via porto e aeroporto –, sob a responsabilidade da Agência Nacional de Vigilância Sanitária [Anvisa]”, garantiu o secretário.

O secretário reforçou que o caso está sendo tratado como uma nova gripe. “A taxa de mortalidade desse novo tipo de vírus é baixa e a população deve buscar informações em canais confiáveis evitando a disseminação de medo”, lembrou.

Por fim, a Sesau disponibilizou o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) que mantém um telefone 24 horas para tirar dúvidas da população e profissionais através do número (82) 98882-9752

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.