Dólar hoje 5,293
31ºC em Arapiraca, AL Tempo nublado
Amador
Postada em 21/04/2016 10:10 | Por Todo Segundo
CSA arranca empate do Murici e segue em vantagem na semifinal do Alagoano
Empate em 2 a 2 que lhe mantém em vantagem na semifinal do Estadual
CSA arranca empate do Murici e segue em vantagem na semifinal do Alagoano - Foto: Cortesia/Junior de Melo
Por Paulo Chancey Junior / ME

Um jogo pegado como se imaginava. Na noite desta quarta-feira (20) o CSA foi até o Estádio José Gomes da Costa enfrentar o Murici, esteve por duas vezes atrás do placar, mas no final do jogo conseguiu arrancar o empate em 2 a 2 que lhe mantém em vantagem na semifinal do Campeonato Alagoano.

As duas equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo, às 18h30 no Estádio Rei Pelé. Por ter feito a melhor campanha no Hexagonal, o time azulino tem a vantagem de jogar por dois empates, enquanto o Murici precisa vencer para se classificar para a decisão do estadual.

Vale lembrar que o time que se garantir na final do estadual, terá confirmada também a vaga na Copa do Nordeste e Copa do Brasil 2016.

O JOGO – 1º TEMPO

Bola rolando para semifinal entre o primeiro e o quarto colocados na fase passada. O CSA era o time a ser batido, mas tomou um susto logo no começo da partida. Aos dois minutos, Deizinho foi lançado na ponta direita e tentou fazer cruzamento rápido, mas o lateral-esquerdo Rafinha do CSA acabou cortando a bola com a mão e o árbitro Francisco Carlos Nascimento marcou pênalti.

Mesmo com a reclamação do time azulino, a penalidade foi mantida. Aos 3 minutos, o meia Kattê foi para a cobrança e bateu alto e forte do lado direito, o goleiro Jefferson ainda tocou na bola, mas não evitou o gol do Murici.

Depois de sofrer o gol o CSA entrou no jogo. O time marujo cercava o rival, jogava bola na área, ganhava escanteios e até chegou com perigo através de Bismarck, que parou no goleiro Gil. Mas, aos 18 minutos o time azulino teve a oportunidade de empatar o jogo.

O zagueiro Leandro Souza foi acionado na área, tentou dar uma bicicleta e foi segurado pelo zagueiro Rodrigão e um novo pênalti foi marcado. Didira bateu no canto direito do goleiro Gil, que ainda tocou na bola mas viu as redes balançarem no José Gomes da Costa.

Passados 30 minutos de jogo, o CSA tinha domínio total da partida e o Murici que tinha dificuldades, ia mostrando que o gol no início foi um “achado”. Mas, se dominava a partida, o time azulino “ganhou” um problema. Soares cometeu falta e depois de várias rodadas pendurado, recebeu o terceiro amarelo e está fora do jogo de volta no domingo.

O primeiro tempo entrava nos últimos minutos e o Murici que estava sofrendo, sendo pressionado, quase marca. Deizinho fez bela jogada deixando dois jogadores para trás, invadiu a área e tentou tirar do goleiro Jefferson e mandou na rede pelo lado de fora.

O árbitro Francisco Carlos Nascimento assinalou dois minutos de acréscimo, mas a etapa inicial acabou empatada em 1 a 1 entre Murici e CSA.

2º – TEMPO

Na volta para o segundo tempo o técnico Oliveira Canindé resolveu mudar o time marujo. Se no começo o meio de campo era ofensivo com a presença de Bismarck, o comandante resolveu tirá-lo e colocar David Oliveira, mostrando assim um time mais seguro em campo.

A primeira chance de perigo do segundo tempo foi do CSA. Jean Cléber acionou Luis Soares que ganhou do defensor, evitou a saída da bola pela linha de fundo e quando pensou em tocar para o meio da área, viu o goleiro Gil crescer e afastar o perigo.

O CSA era melhor no jogo, tinha mais posse de bola mas não era efetivo. Porém, da mesma forma que atacava, o time marujo deixava espaço e dessa forma foi penalizado. Aos 15 minutos, Tarcisio passou para Kattê, que meio sem jeito tentou chutar, mas o toque que deu na bola, tirou o lateral Rafinha e o zagueiro Xandão da bola e ficou de com Jefferson e tocou para o fundo da rede. Festa alviverde no José Gomes da Costa.

Depois de marcar o segundo o Murici jogava de forma inteligente. O CSA seguia atacando, mas de forma desorganizada desperdiçava muitas bolas e pecava no último passe. As substituições faziam o tempo passar, o que era melhor para o Murici.

O time da Zona da Mata parecia cansado e ainda contava com um CSA que já estava desesperado pelo resultado e por isso, não conseguia conectar uma grande jogada de ataque e ia perdendo um jogo importante.

A derrota era muito pior do que o CSA poderia imaginar. Mas, o time marujo seguia insistindo e foi recompensado aos 45 minutos. Da intermediária, o lateral Rafinha alçou bola na área, Soares escorou na pequena área e o zagueiro Leandro desviou para o fundo das redes. Festa da torcida azulina em Murici.

Após o gol azulino, muita confusão, já que os jogadores do Murici reclamavam de impedimento, mas as imagens da TV mostravam que o gol foi legal. O árbitro precisou assinalar seis minutos de acréscimos, mas o placar se manteve em 2 a 2 entre Murici e CSA.

FICHA TÉCNICA

Campeonato Alagoano 2016 – SEMIFINAL

Estádio José Gomes da Costa – Murici, Alagoas

Murici 2 x 2 CSA

Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento

Assistentes:Rondinelle dos Santos e Wladson Michellângelo

Murici: Gil; Deizinho (Sinval), Jean, Rodrigão e Tarcisio Silva (Alexandre); Edvaldo, Paulo Victor, Katê e Patrick; Tarcisio e Ivan (Alexsandro). Técnico: Bilu

CSA: Jefferson; Choco, Leandro Souza, Xandão e Rafinha; Jean Cleber, Didira (Cleyton), Bismarck (David Oliveira) e João Paulo; Luis Soares e David Denner (Rafael Oliveira). Técnico: Oliveira Canindé

Cartões Amarelos: Paulo Victor, Rodrigão, Deizinho (Murici) – Soares e Rafinha (CSA)

Gols: Kattê 3min (PEN) 1ºT e 15min 2ºT (Murici) – Didira 18min (PEN)1ºT e Leandou Souza 45min 2ºT(CSA)
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.