Dólar hoje 3,753
31ºC em Arapiraca, Parcialmente nublado
Política
Postada em 10/01/2019 14:06 | Atualizada em 11/01/2019 07:45 | Por Jefferson Almeida / Todo Segundo
Eleição secreta do senado favorece Renan Calheiros
Essa decisão do presidente do SFT, segundo cientistas políticos, favorece a candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL)
Toffoli alegou que o STF não pode interferir em questões internas do poder legislativo - Foto: Jornal do comercio

A decisão do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Dias Toffoli, de manter a votação para a presidência da Câmara e do Senado secretas, beneficia os tradicionais políticos e dificulta o presidente Jair Bolsonaro de ter o apoio da maioria das duas bancadas e conseguir aprovar as pautas do governo.

Essa decisão do presidente do SFT, segundo cientistas políticos, favorece a candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL) a presidência do Senado. Uma vitória de Calheiros não será nada comemorada por Bolsonaro, visto que, desde que o senador alagoano apoiou Fernando Haddad a presidência nas eleições de 2018, a relação de Calheiros com Bolsonaro só piorou.

Outros dois senadores surgem como fortes adversários a Calheiros, Major Olímpio, senador paulista pelo partido de Bolsonaro, e Tasso Jereissati, pelo PSDB. Mas ninguém duvida do poder de articulação de Renan em uma casa que ele conhece tão bem.

Na decisão, Toffoli alegou que o STF não pode interferir em questões internas do poder legislativo, isso configura uma interferência na autonomia dos três poderes, o presidente do STF justificou que isso é uma decisão interna.

Cientistas políticos alegam que a votação aberta coloca os políticos na mira da opinião pública, colando pressão e suas tomadas de decisão, no entanto, a votação secreta, mantida até o momento, favorece a articulação dos tradicionais políticos das duas casas.

A equipe do governo Bolsonaro considera vital para aprovar pautas como previdência e outras promessas da campanha, eleger aliados tanta na Câmara quanto no Senado. Renan Calheiros parece ser a “pedra no sapato” do atual governo.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.