Dólar hoje 5,548
32ºC em Arapiraca, AL Parcialmente nublado
Roberto Lopes

Sobre o autor

Formado em Letras, Jornalismo com pós-graduação em Comunicação Empresarial e Advogado
Postada em 19/11/2021 11:36
Projeto cria o programa alagoano de diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil
São estimados, por ano, mais de nove mil casos novos de câncer infantojuvenil no Brasil - Foto: acritica.com

De acordo com o Instituto de Câncer Infantil, com base em referências dos registros de base populacional, são estimados, por ano, mais de nove mil casos novos de câncer infantojuvenil no Brasil, representando a segunda causa de mortalidade proporcional entre crianças e adolescentes em todas as regiões.

Para combater estes números em Alagoas, tramita na Assembleia Legislativa, um projeto de lei, de autoria do deputado Ronaldo Medeiros (MDB), que cria o programa estadual de diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil. A proposição tem o objetivo de estabelecer diretrizes de campanhas e ações de promoção à saúde que possam combater o diagnóstico tardio em crianças e adolescentes em todo o estado.

De acordo com o projeto, o Poder Executivo poderá firmar convênios com entidades privadas com o escopo de promover ações de conscientização e de realização de exames em crianças e adolescentes em escolas e em unidades docentes assistenciais, unidades de saúde da família e unidades básicas de saúde.

Também pela proposição, no mês de novembro, a secretaria de Saúde promoverá seminários aberto a toda a população que ofereça os serviços de esclarecimento sobre sinais e sintomas do câncer em crianças e adolescentes que objetivem um encaminhamento mais ágil aos serviços especializados.

O projeto de lei será lido no Plenário da Casa e encaminhado às comissões técnicas para emissão de pareceres. Em seguida será votado pelos deputados e encaminhado ao Governo do Estado para ser sancionado. “Identificar precocemente o câncer é determinante para que seu tratamento tenha mais chance de apresentar resultados positivos”, destaca Ronaldo Medeiros.

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.