Dólar hoje 4,390
23ºC em Arapiraca, Tempo nublado
André Avlis

Sobre o autor

Radialista, natural de Maceió, cresceu em Arapiraca e trabalhou nas rádios, Cidade, A Voz do povo é a voz de Deus, Metropolitana FM, Novo Nordeste, Nova FM e atualmente trabalha na Pajuçara FM.
Postada em 04/02/2020 08:16
ARAPIRACA: Da Terra do Fumo à Terra dos Pampas
Garoto arapiraquense vem se destacando no Internacional-RS.

Uma distância grande. Do tamanho de um talento genuíno.

Mais um moleque que nasceu com o dom. Agora, aliado ao trabalho, disciplina e comprometimento de sempre buscar a evolução.

Renato Hyan, o Renatinho. Tem no DNA, o futebol. É daqueles que nas veias corre o sangue do talento que vem de berço. Do pai, Tiago; ou do tio, Júnior. No entanto, ficou a cargo do moleque transmitir tudo isso dentro de campo.

Renatinho é meia atacante, dos bons (tive o prazer de vê-lo jogar). Com 10 anos de idade, pode-se dizer que é um "diferente". Chegou em Porto Alegre em Julho do ano passado, após ter sido descoberto em Arapiraca. E de lá para cá, vem encantando a todos no Colorado.

É ousado - às vezes cabeça dura - mas isso passa. Das várias jogadas, dribles e gols, ele transmitiu e transmite a essência da alegria do futebol. Quis o destino que o lugar onde ele pousou pela primeira vez, levasse o "Alegre" no nome. Vai ver estava escrito.

Escrever uma nova história - esse também é o objetivo. Levar o nome de uma cidade por onde quer que ande. Saber que a cada capítulo passado, o menino do bairro Manoel Teles, estará mais perto de um sonho. Mesmo que distante de tudo. Assim é vida de quem tenta, persiste, insiste. Uma luta diária, de quem um dia sonha com a glória.

Mas, por enquanto, deixa o menino se divertir. É na "brincadeira" que ele se transforma em gente grande. Correndo, driblando, jogando. Típico de quem tem talento. Genuíno.

O Renatinho é mais um, dos vários que estão no mundão do futebol. Daqui de pertinho, até longe. Mais uma prova de que por aqui tem muito moleque bom de bola, ele é um. E não um "mero" mais um.

E assim, o moleque habilidoso, vai caminhando e não cantando, mas driblando. Tentando seguir sua canção, a da bola. Do gol.

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
1 Comentário
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.

Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.