Dólar hoje 5,643
23ºC em Arapiraca, AL Tempo limpo
coronavírus
Postada em 19/01/2021 14:04 | Por Agência Alagoas
Renan Filho defende produção nacional de vacinas para acelerar imunização
Governador iniciou a Campanha de Vacinação contra a Covid-19 na manhã desta terça-feira (19) no Hospital Metropolitano
Renan Filho defende produção nacional de vacinas para acelerar imunização da população - Foto: Agência Alagoas

O Governo de Alagoas deu início, na manhã desta terça-feira (19), à Campanha Estadual de Vacinação contra a Covid-19, durante solenidade realizada no Hospital Metropolitano de Maceió. Seis servidores da saúde, que atuam na linha de frente do combate à pandemia, e um indígena foram os primeiros alagoanos a serem imunizados. Em entrevista coletiva, o governador Renan Filho defendeu a produção doméstica de vacinas para que o Brasil possa, no mais curto espaço de tempo, imunizar toda a sua população.

“O que precisamos ter é produção doméstica de vacinas. Esses imunizantes vieram de outros países para o Brasil, nessa primeira leva. As próximas levas terão de ser produzidas aqui. O Instituto Butantan já pediu a autorização da Anvisa para liberar mais um lote de dois milhões de doses. Se isso ocorrer, podemos receber, no curto prazo, mais vacinas”, informou Renan Filho.

“Esperamos, também, que a vacina de Oxford, em parceria com o Laboratório AstraZeneca, que será no Brasil produzida pela Fiocruz, possa, o quanto antes, iniciar sua produção nacional para que tenhamos vacina capaz de imunizar nossa população, diminuir a ocupação de leitos exclusivos para Covid no Brasil e, também, reduzir o número de mortes”, acrescentou o governador.

A primeira alagoana a receber a dose inicial da vacina CoronaVac contra a Covid-19 foi a assistente social Marta Antônia de Lima, 50 anos, que atua na supervisão assistencial do Hospital da Mulher (HM), em Maceió. Ela agradeceu aos voluntários e pesquisadores que desenvolveram o imunizante, bem como ao governador de Alagoas e ao secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, pela condução “competente, assertiva e corajosa” das políticas públicas de enfrentamento à pandemia no estado.

“Eu sei o quanto as diretrizes que estão sendo adotadas em Alagoas para o enfrentamento à Covid têm tido bons resultados, em razão da grande coragem de vocês”, afirmou, deixando um recado aos alagoanos. “Acreditem na vacina, acreditem na ciência. Eu peço a todos que se cuidem, se vacinem; abracem a vacina. É a possibilidade que a gente tem de controlar a pandemia, de minimizar os casos mais graves, de reduzir as internações e, principalmente, a mortalidade”, declarou emocionada.

Receberam, ainda, a primeira dose da vacina contra a Covid: o cacique Xucuru-Kariri Uaciran Ferreira Costa, a médica Guacira Margarita Batista, o maqueiro Aloísio Manoel dos Santos Filho, a técnica de enfermagem Rita de Cássia dos Santos Silva, o fisioterapeuta Gustavo de Mendonça e o médico Reginaldo Melo.

O secretário Alexandre Ayres parabenizou os servidores da saúde e recordou do desafio diário que é enfrentar a Covid-19. Também lembrou a entrega, em meio à pandemia, de três hospitais definitivos em Alagoas, enquanto outros estados brasileiros instalavam hospitais de campanha.

“Já existia aqui no estado um planejamento, uma organização, uma nova maneira de se fazer saúde pública. Essa demonstração de transparência, planejamento e de organização, acredito que seja o maior legado que nós, enquanto gestores à frente desse enfrentamento à pandemia, vamos deixar para as próximas gerações”, afirmou Ayres.

Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.