Dólar hoje 4,018
23ºC em Arapiraca, Alguns chuviscos
Valdenice Guimarães

Sobre o autor

Valdenice Barboza Guimarães; Historiadora Psicóloga Clínica Comportamental. Membro fundadora do Instituto de Análise do Comportamento – IAC. Pós-graduada em Teorias e Técnicas Comportamentais: Educação, Pesquisa e Terapia.
Postada em 22/04/2019 15:24
Perdão: Um ato nobre

 Segundo os conceitos bíblicos, perdoar significa desculpar um erro ou uma ofensa. Na Bíblia, a
palavra grega traduzida “perdão” quer dizer literalmente “abrir mão, deixar ir embora”. É como se
alguém abrisse mão de um compromisso assumido. A Bíblia relata em Lucas 11:4, que Jesus
usou essa comparação quando ensinou seus seguidores a orar: “Perdoa-nos os nossos pecados,
pois nós mesmos também perdoamos a todo aquele que está em dívida conosco. ”
Nesse sentido, ao perdoar alguém, necessariamente, é preciso deixar de sentir algum tipo de
ressentimento, mágoa, rancor e frustração.
Além disso, é também necessário ao indivíduo, abrir mão de qualquer compensação pelas
mágoas ou prejuízos que presume ter tido.
Ainda segundo a Bíblia, Coríntios 13: 4,5, afirma que o verdadeiro perdão nasce de um amor que
não procura seus próprios interesses. Esse amor “não contabiliza os erros”.
Estamos vivendo um período de páscoa!
Etimologicamente, o termo Páscoa se originou a partir do latim Pascha, que por sua vez, deriva do
hebraico Pessach, que significa “a passagem”.
De acordo com os preceitos cristãos Páscoa simboliza: alegria; recomeço; renovação e passagem
para uma nova vida. Por isso, observamos que nesta época do ano, as pessoas tendem a se
comportar de maneira diferente. Por exemplo: as pessoas ficam mais solidárias; costumam refletir
sobre a vida; a família fica mais unida e praticam mais o perdão.
O perdão, não dever ser visto apenas pelo caráter religioso, mas numa dimensão bem maior.
Entristecer-se diante de uma situação ruim, ou até sentir raiva por algum evento aversivo que está
acontecendo, é normal. Porém, se o sujeito passar a viver esse sofrimento continuamente,
remoendo aquela frustração por muito tempo, pode trazer consequências até para a saúde física,
emocional e psíquica. 
Geralmente, quando alguém pede perdão ou desculpas, é porque reconheceu seu erro, solicita
reconciliação pelo ato impensado e pelo comportamento equivocado.
Perdoar, também não deve significar aceitar ou se reconciliar com a pessoa que causou algum
tipo de prejuízo de forma precipitada, sem avaliar as possíveis consequências dos seus atos.
Quando um evento aversivo ou algo ruim acontece, a pessoa se sente injustiçada, uma série de
emoções negativas passam a fazer parte daquele momento.
Perdoar, em primeiro lugar, não significa dizer que o que aconteceu em determinado momento foi
bom, se na verdade foi muito ruim.
Perdoar, também não deve significar aceitar ou se reconciliar com a pessoa que causou algum
tipo de prejuízo.
Perdoar, é portanto, uma habilidade que podemos desenvolver enquanto ser humano, para tornar
a vida mais leve. Porém, compreendendo que é muito difícil, pois não basta perdoar, é preciso
esquecer o ressentimento, mágoa, rancor e todo prejuízo que, de algum modo, o sujeito
compreende que teve.
Mahatma Gandhi, afirma: “Os fracos não podem perdoar. O perdão é um atributo dos fortes. ”
Há muita verdade nesta frase, pois admitir para si que errou, é um processo doloroso. Revelar à
outra pessoa essa limitação, admitir o erro cometido e pedir perdão, somente os fortes e corajosos
conseguem.
Ana Cecilia Blum, define a vida de modo fantástico. Ela afirma: “Na vida não se ganha nem se
perde, não se fracassa nem se triunfa. A vida é para aprender, crescer, descobrir, escrever,
apagar e reescrever, fiar, desfiar e voltar a fiar.
Nessa época, é importante refletir sobre a brevidade da vida e encontrar estratégias para torná-la
valiosa e ser feliz!

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
3 Comentários
Os comentários abaixo são de inteira responsabilidade dos autores, não representando em qualquer instância a opinião do Todo Segundo ou de seus colaboradores.

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA

Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.