Dólar hoje 4,018
23ºC em Arapiraca, Alguns chuviscos
André Avlis

Sobre o autor

Radialista, natural de Maceió, cresceu em Arapiraca e trabalhou nas rádios, Cidade, A Voz do povo é a voz de Deus, Metropolitana FM, Novo Nordeste, Nova FM e atualmente trabalha na Pajuçara FM.
Postada em 16/05/2019 07:51
ASA: Semana de tranquilidade e o famoso ditado: "Quem trabalha, Deus ajuda"
Após vitória no último sábado contra o Vitória-PE, ASA enfrenta o Campinense, próximo sábado (18), às 16h, no Estádio Municipal.
Foto: Jânio Barbosa

Tranquilidade. Calmaria. Uma semana em que um peso enorme foi tirado das costas. E com uma "simples" vitória.

O ambiente mudou após o jogo do último sábado. Ainda existe uma certa pressão, claro. No entanto, os dias estão mais leves. Alegres. Tudo o que uma vitória proporciona a qualquer clube e é assim com o ASA.

Leve está o ambiente. Os trabalhos não. Até porquê, quem trabalha Deus ajuda. Ontem foi um dia assim. Treino até mais tarde. A noite chegando, refletores acesos e jogadores ainda em campo. Uma amostra do esforço da comissão e do grupo. Esse último, que parece está mais unido. Fechado. 

Uma vitória e quaisquer vitórias escondem erros. Mascararam falhas que uma derrota escancara. E por isso, Nêdo Xavier e sua comissão intensificaram os trabalhos. Principalmente na parte tática. A física e o ritmo de jogo vêm com o tempo, justamente com essa sequência de jogos. E lógico, evolução nesses fatores é o que todos esperam.

Sossego para trabalhar é essencial. Baixar a pegada, não. A intensidade e imposição devem caminhar juntas. Principalmente quando se joga em casa e foi o que aconteceu, pelo menos no primeiro tempo da última partida. Parada que já é um bom sinal, pois fazia tempo que isso não se via.

Aprendi uma coisa com meu pai. E que levo para a vida. Sempre. Em tudo que me proponho a fazer. Trabalhar mais! A mais. Se preparar em silêncio. Dar o melhor de si. Parece que a rapaziada está entendendo isso. Quanto mais trabalho, mais êxitos. E no fim, vão se perguntar se foi o acaso ou sorte. Mas não. Foi o rabalho duro.

Portanto, é trabalhando que se conquista os objetivos. O do ASA, o acesso. De degrau em degrau isso é possível. Basta trabalhar mais, se empenhar mais. Ter a competitividade que uma Série D pede. Fechados, unidos. Com esses fatores, não tem como dar errado. Basta entender e caminhar pelo certo. E o certo, é trabalhar. Duro. Incansavelmente.

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
CAPTCHA
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.