Dólar hoje 5,345
19ºC em Arapiraca, AL Tempo limpo
André Avlis

Sobre o autor

Radialista, natural de Maceió, cresceu em Arapiraca e trabalhou nas rádios, Cidade, A Voz do povo é a voz de Deus, Metropolitana FM, Novo Nordeste, Nova FM e atualmente trabalha na Pajuçara FM.
Postada em 26/06/2020 07:54 | Atualizada em 26/06/2020 08:17
FUTEBOL EUROPEU: Jürgen Klopp revolucionou o Liverpool
Depois de 30 anos, o Liverpool conquistou o título do Campeonato Inglês; o primeiro na era da Premier League.

  Ressurgimento. Uma palavra que pode muito bem definir o atual momento do Liverpool.

O gigante estava adormecido. Tornou-se um clube saudosista. As lembranças da hegemonia que aconteceu antes da década de 1990 tornaram-se presença mais fortes.

O último título do Campeonato Inglês dos Reds havia acontecido na temporada 89/90. Antes mesmo da Premier League ser criada, em 1992. De lá para cá, alguns vices, campanhas medianas e grandes frustrações. Contudo, no meio do caminho, um título de Champions League, de forma heroica, em 2004/2005.

Uma história rica, cheia de apogeus e glórias não merecia ser esquecida. O clube de Anfield não poderia adormecer a tal ponto de desfalecer, ser comum ou desaparecer.

Então, uma chegada mudaria todo o rumo da história. Em 8 de outubro de 2015 um novo técnico era anunciado. Um alemão. Jürgen Klopp, vindo de um excelente trabalho no Borussia Dortmund.

É a partir daí que a aventura começa.

Um começo irregular nos primeiros anos trouxe á tona um sentimento que virou rotina: a desconfiança. A autoestima do clube estava abalada por tudo que acontecera nos anos anteriores. No entanto, uma promessa foi feita pelo alemão. A de que conquistaria pelo menos um título em 3 ou 4 anos - parece que ele não errou.

Os anos se passaram e era nítida a mudança de comportamento da equipe. Então, algumas boas campanhas na Premier League, um vice na Champions League, até que os títulos vieram. Campeão da Europa, do Mundo e da Supercopa da UEFA. A cereja do bolo viria após uma paralisação por conta de uma Pandemia.

Uma campanha incontestável. Sólida e consistente. Seu time ganhou a Liga com SETE rodadas de antecedência (a maior marca da história, até aqui). Até o momento, são 86 pontos em 31 jogos; 28 vitórias, 2 empates e 1 derrota; 70 gols marcados, 21 sofridos e incríveis 92.5% de aproveitamento.

Muito mais que números, estatísticas e até títulos. Klopp modificou o Liverpool pelo seu modo de agir, reagir. O tato e trato com as pessoas e seu jeito de "olho no olho".

Deu ao seu time uma cara. Uma das características marcantes: intensidade. Um time organizado, homogêneo. A parte ofensiva e defensiva trabalham em harmonia deixando visível ainda mais a organização tática. Fazendo com que a técnica apareça naturalmente.

Outras das várias qualidades é seu poder de elevar seus jogadores. Torná-los estrelas e não comprá-los como tais. Fez com que a inspiração, o improviso e a divisão de responsabilidade caminhassem juntos. Melhorando assim seus níveis individuais.

Fez de Anfield um refúgio para os seus e um inferno para os adversários. O "You''ll Never Walk Alone" (Você Nunca Caminhará Sozinho) ecoado pela torcida tornou-se ainda mais forte. Seguindo o ritmo do time em campo. A junção de uma fortaleza e um exército poderoso.

E por tudo isso, reafirmo: Jürgen Klopp fez o Liverpool ressurgir.

O site Todo Segundo não se responsabiliza pelos conteúdos publicados nos blogs dos seus colaboradores.
Comentários

Utilize o formulário abaixo para comentar.

Ainda restam caracteres a serem digitados.
*Marque Não sou um robô para enviar.
Compartilhe nas redes sociais:

Utilize o formulário abaixo para enviar ao amigo.